Bolsas de Valor

Bolsas de Valor (parte 1)

Lindas e caríssimas, as bolsas das grifes mais luxuosas do mundo enchem os olhos das mulheres.
Grandes e espaçosas ou pequenas e práticas, as bolsas femininas fazem parte do look diário, e certamente são escolhidas com a mesma dedicação com que são guardadas.
Aproveitando a lista que o Moda em Lista, coluna do site da GNT, fez com as 10 bolsas principais da história da moda, e sem medo de errar no sucesso da leitura, hoje apresento a vocês 5 dessas belíssimas bolsas, com dicas e preços.
1 – 2.55 – Chanel

De matelassê, com alças de correntes metálicas, a pequena ganhou este nome em 1955, quando sua estilista, farta de carregar as bolsas na mão, colocou alças longas para que pudesse ser carregada no ombro. A 2.55 passa por um processo de produção que envolve 180 etapas para ficar pronta, e o seu preço ultrapassa R$2500,00.
2 – Kelly – Hermès
Não há dúvida que esta é a minha preferida, não só por causa do nome, mais pelo formato e delicadeza.
Apesar da grife francesa ter começado sua marca com produtos de equitação, a Hermès é a delicadeza em forma de acessórios.
Lançada na década de 30, a bolsa Kelly no formato trapézio foi eternizada por Grace Kelly, que não a largava de jeito nenhum. A principio, a bolsa servia para acomodar selas de montaria, e posteriormente foi adaptado para viagens, e foi só a princesa posar para revista Life com a sua Kelly, para bolsa virar sucesso em vendas. A Hermès rebatizou a bolsa a bolsa em sua homenagem e o modelo passou a ser o símbolo de toda madame de plantão.
Para comprar uma Kelly, a espera é de até 2 anos, e o preço é em torno de R$60mil.
3 – Birkin – Hermès

Em 1984, num voo de Paris a Londres, Jane Birkin teve dificuldades para encaixar seus pertences no bagageiro e reclamou (fez um escândalo) a falta de uma bolsa prática para viagem. Jean-Louis Dumas, então presidente da Hermès, estava ao lado ouvindo, e o resultado foi o modelo feito especialmente para ela alguns meses depois.
Uma Birkin é feita com apenas um corte de couro, que não pode conter nenhuma imperfeição, e encontrar o couro ideal requer uma pesquisa que pode levar anos, por isso a espera para compra de uma Birkin pode ser de até 2 anos, e seu valor começa em R$7mil e ultrapassa facilmente os R$50mil.

4 – Lady Dior – Dior

Toda a elegância, pompa e sofisticação da Princesa Diana foram atribuídas a Lady Dior, bolsa que foi rebatizada na década de 1990 – antes, atendia por Chouchou – em homenagem à mãe do príncipe William, fã do modelo quadradinho. A bolsa já teve como garotas propaganda a primeira dama francesa Carla Bruni, Marion Cotillard, Monica Bellucci e Diana Kruger. Ou seja, fina, rica e elegante!
Preço médio: R$3mil.

5 – Speedy – Louis Vuitton

Louis Vuitton é uma febre entre as “peruas e patricinhas” de plantão, mas esta febre da bolsinha Louis Vuitton que, hoje, aparece em variados tamanhos e estampas, começou com Audrey Hepburn em 1965.
Fã do modelo de viagem Express, a atriz pediu a Henri Louis Vuitton que criasse um modelo miudinho, e assim nasceu a Speedy 25, nas dimensões 25cmX18cm. Os preços de uma Speedy variam muito, mais a média vai de R$1800 a R$10mil, e ainda parcelam em 6x. Nada fino escrever que parcelam? Ah ninguém precisa saber disso quando você comprar a sua.
Por hoje foram estas dicas, na próxima semana você confere mais 5 “its bags” para completar nossa lista com as bolsas mais lindas e chiques da história da moda.

Fonte das fotos e parte do texto: Moda em Lista, site GNT, Mariana Bradford

Bolsas de Valor (parte 2)

Completando nossa lista com as 10 “its bags” mais lindas e chiques da historia da moda, vamos conhecer mais 5 belas e encantadoras bolsas.
1 – PS1 – Proenza Shouler

Proenza Shouler foi protagonista de um bafafá no mundo da moda este ano, provando seu sucesso e ascensão como objeto de desejo. A rede de fast fashion Target, que já lançou coleção em parceria com a grife, colocou à venda um modelo de bolsa parecidíssimo com o PS1, lançado em 2008. Resultado: os estilistas da marca ficaram decepcionadíssimos e o mundo fashion caiu em cima da Target acusando-a de plágio. E não é para menos, uma PS1 custa em média US$1,995.00, e não entrega no Brasil (foto 1, abaixo). Agora, se você se contentar com opções mais acessíveis, a Asos (foto2) oferece um modelito bem parecido com a original PS1, nas cores verde, nude, preto e preto com tiras em marrom. O preço é de US$ 110.00, e entregam no Brasil.
E se a Asos pode se inspirar no modelo famoso, os chineses também. A E-bay tem a bolsa bem parecida (foto 3) por US$ 25.99 + US$ 19.00 frete. Dica: procure “Gossip Girl handbag” no e-bay.
E aqui pertinho de nós, na maioria dos shoppings centers, a Arezzo, marca nacional, entrou no páreo. Cogita-se que o valor dela seja de aproximadamente R$800,00.

Crédito das fotos: 1. Barneys / 2. Asos / 3. Ebay / 4. Garotas Estúpidas

2 – Jackie O. – Gucci

Criada nos anos 1950 sob a alcunha de Constance, a queridinha da Gucci caiu nas graças de Jacqueline Kennedy na década seguinte e ganhou novo nome em homenagem a ex primeira dama americana, que a adotou como xodó. Cada modelo do mimo é manufaturado por artesãos italianos e leva mais de 10 horas para ficar pronto. Preço médio R$3mil.
3 – Motorcycle – Balenciaga

Lançada há dez anos, o modelo é hit nas mãos de Sarah Jessica Parker, Paris Hilton e, aqui no Brasil, com Carolina Dieckmann. Disponível em variados tamanhos e cores, a Motorcyle é flexível e feita com couro de bezerro italiano, um ícone de estilo. Preço médio R$1500,00.
4 – Stam – Marc Jacobs

Símbolo das modernetes, a irresistível matelassada com correntes grossas foi desenvolvida pelo estilista com inspiração na modelo canadense Jessica Stam, musa pela confiança que passa ao desfilar.
Hoje em dia, existem muitas replicas de todas as grandes grifes, e com a Stam não é diferente. E como detectar uma Stam, Marc Jacobs falsa?

O Marc Jacobs vive mudando as bolsas das coleções, então pra ter certeza absoluta, vá em uma loja, que é mais seguro.
– Os zíperes das bolsas são LAMPO ou RIRI;
– O número de série (lembrando que só servem pras bolsas mais clássicas que vêm com dustbag e cartão de autenticidade. Nem todas as bolsas do Marc Jacobs têm, as linhas mais baratas como Marc by Marc Jacobs não possuem nem número de série, nem dustbag). O número de série é mais ou menos assim: F06, significa FALL 2006, aí é só procurar os modelos que saíram nesta época e ver se está de acordo.
– Made in Italy. As Stams são feitas na Itália. As coleções Marc by Marc Jacobs são feitas na China ou Índia, onde a mão de obra é mais barata, baixando assim o preço da bolsa, mas em se tratando de STAM, todas são feitas na Itália.
– Existe uma plaquinha de metal (pode ser dourada ou prateada) na parte interna das bolsas feitas até 2007, escrito MARC JACOBS made in italy. O R do MARC é reto, nas bolsas falsas, a perninha do R é virada para dentro.
– Nas novas STAMs, o nome MARC JACOBS vem escrito no courinho em volta do zíper.
– As etiquetas (aquelas que a gente corta depois) vêm sempre presas com um fio preto, nunca branco.
– O tecido: Não precisa nem pegar na bolsa e nem olhar ao vivo. É só ver uma foto que dá pra saber que é falsa, a qualidade não é tão boa, os acabamentos não são tão bons, nem a costura.
– Preço: em se tratando de uma stam, nunca vi uma original por menos de 500 dólares, portanto, se você encontrar algo bem mais barato que este valor, desconfie, ainda que seja ponta de estoque ou promoção.
5 – Alexa – Mulberry

Esta é a bolsa para chamar de sua, e foi isso que aconteceu com a modelo e apresentadora de TV Alexa Chung, que ganhou uma homenagem da Mulberry em forma de bolsa com seu nome. O estilo bolsa carteiro virou febre entre a mulherada moderninha e arrecadou mais algumas centenas de fãs para Alexa e seu estilo.
O preço médio de uma Mulberry é US$1100,00.
Cumprido o prometido, agora já conhecemos as 10 tops das “its bags” mais caras e lindas do mundo, e sem dúvida do que escrevo, mulher ligada em moda, ainda que não tenha uma dessas caríssimas bags originais, se sente tão feliz em conhecê-las e saber a historia e nome do estilista, como se tivesse uma delas no armário. É o fantástico imaginário feminino que nutre as alegrias (quase) impossíveis de se conquistar.
Até a próxima semana!

Fonte das fotos e parte do texto: Moda em Lista, site GNT, Mariana Bradford

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: