Operação Valquíria – Crítica

tom1

Não é uma tarefa muito fácil fazer um filme histórico, por que já se sabe com irá acabar, para muitos se perde a magia e por que não dizer a graça. Mas isso não acontece com o filme Operação Valquiria, que te prende do inicio ao fim, o diretor Bryan Singer conseguiu dar ao filme um ritmo veloz, e mostrou com maestria as sutilezas das pequenas traições que podem desencadear verdadeiras conspirações e até mudar o rumo da história, que segundo especialistas é uma das mais heróicas da segunda guerra mundial, o coronel Alemão Claus von Stauffenberg (Tom Cruise) ajuda a criar uma operação chamada Valquíria , que consistia em um plano complexo de tomar o poder das mãos de Hitler, e por uma série de circunstâncias o coronel Stauffenberg, se torna peça fundamental nesse golpe. O filme é rico em detalhes e tem diálogos bem estruturados, você consegue sentir na pele o que era a Alemanha nazista de Adolph Hittler, o medo existia em cada esquina e casa. O filme custou 80 milhões de dólares e foi todo rodado em Berlim e na cidade de Brandemburgo, isso com certeza deixou o filme muito mais realista e gostoso de se ver. Agora falta falar sobre o coronel Stauffenberg, ou melhor, Tom Cruise, não vou dizer nada que não seja algo que vocês já saibam, Tom tem esse poder de fazer com que as pessoas o amem ou simplesmente odeiem. Gosto muito do trabalho de Tom Cruise no cinema seus papeis tem variado muito e ele já deixou aquele estereótipo de garoto bonitão para trás, afinal 47 anos pesa para qualquer um, inclusive para ele que com o passar dos anos cresceu como ator e como pessoa. Recentemente em visita ao Brasil se mostrou ser bastante simpático e acessível, o que em Hollywood é algo raro. No filme, Tom não faz feio, segura muito bem o papel de coronel nazista e consegue passar sentimentos até então contraditórios para um oficial nazista, a relação dele com seus filhos e sua esposa é algo sutil, mas percebe se a intensidade proposta pelo diretor graças ao talento de Tom. Não deixe de assistir o filme, sim ele é previsível por que todos nós sabemos que Hitler suicidou-se, mas mesmo sabendo o final, o filme como já disse prende do ínicio ao fim e ainda faz você torcer para que a história tome um outro rumo e mude, o que infelizmente é uma missão impossível. até mesmo para Tom Cruise !

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: